Go to Top

Reflexões sobre o Dia das Crianças

Hoje é dia das crianças e acho que é um bom momento para refletirmos sobre o que temos feito (de verdade) para educar as crianças. Esta semana aconteceu algo muito legal no Facebook. Vários amigos mudaram sua foto de perfil por fotos da infância e parece que virou uma “corrente”. Fiquei a semana inteira intrigado e hoje acordei 4h da manhã, pois tive a ideia de fazer uma pequena homenagem aos amigos que mudaram sua foto de perfil. Criei uma galeria no Flickr – Dia das Crianças no Facebook – e fiz um vídeo no Animoto que é um dos mellhores sites que conheço. Vejam até o final, pois tem uma mensagem.

Escutem meu podcast.

Sabemos que a grande maioria das pessoas se comove com causas sociais, porém as causas relacionadas a crianças causam um engajamento muito grande. Porém, a grande maioria das pessoas se comove, fala que quer ajudar, faz promessas de fim de ano, mas na prática não realiza ações concretas. Muitas pessoas falam que gostaria de adotar uma criança, mas sabemos que não é tão simples e é cômodo achar que “pensar em fazer” já é uma ajuda. Não é! É como CURTIR no Facebook e achar que ajudou uma causa. Gostaria de propor que no Dia das Crianças, VOCÊ tome uma atitude diferente. Para isso, reuni alguns temas que são simples de colocar em prática em pouco tempo ou até mesmo HOJE.

Apadrinhamento afetivo

“Apadrinhar afetivamente uma criança é permitir que ela passe algum tempo com você, por alguns períodos, um dia da semana ou o final de semana, sem implicar qualquer vínculo jurídico.

 

O Padrinho ou Madrinha é alguém que queira auxiliar e acompanhar a vida de uma criança ou adolescente que está em um abrigo, e que tem pouca possibilidade de ser adotado.

 

Cada padrinho ou madrinha terá liberdade de escolher lugares para passear, ocasiões e demais atividades para realizar com o afilhado, participando efetivamente da vida da criança ou adolescente.”

Fonte: Padrinho Nota 10

 

Apadrinhamento de Crianças

Este ano comecei a levar meu filho no projeto Curumim do SESC Vila Mariana. Lá conheci uma pessoa do Exército de Salvação que também leva seus filhos no SESC. Muitos associam o Exército de Salvação às doações de móveis, porém descobri duas coisas que não sabia: O Exército de Salvação é uma igreja com trabalhos sociais incríveis em vários países e eles possuem um trabalho de Apadrinhamento de Crianças.

O mais legal é que estou fazendo uma asssessoria para o novo site do Exército de Salvação do Brasil que terá uma grande ênfase na campanha de Apadrinhamento de Crianças. Este serviço faz parte do Wikisocial que é meu projeto de Sites para ONGs.

Vejam a definição de Apadrinhamento de Crianças.

“A melhor forma de transformar a vida de uma criança é transformar o mundo onde ela vive. Apadrinhando uma criança você ajuda a trazer à comunidade em que ela mora mudanças significativas que farão com que ali seja um lugar melhor para ela viver e crescer.

Ao apadrinhar uma criança pela Visão Mundial, você passa a fazer contribuições mensais de R$ 50 por criança apadrinhada e, caso queira, cria um vínculo com essa criança que escolheu e que só você apadrinha. O valor das doações será direcionado ao projeto da Visão Mundial em que a criança estiver inscrita e vai ajudar no suprimento das necessidades imediatas e de longo prazo desse menino ou menina. Somado à contribuição dos outros padrinhos e madrinhas que também escolheram crianças daquela comunidade, seu apoio financeiro será direcionado ao projeto no qual sua criança está cadastrada.

Portanto, o dinheiro não é enviado diretamente para a família da criança: o objetivo final dos projetos da Visão Mundial nas comunidades é, agindo em parceria com as pessoas locais, proporcionar seu desenvolvimento econômico e social, até que se tornem autossuficientes e estejam preparadas para enfrentar períodos emergenciais, como secas prolongadas.”

Fonte: Visão Mundial

Como ensinar as crianças a se alimentarem

Jamie Oliver é um famoso chef de cozinha que possui um programa de receitas. Porém, pesquisando no Google “TED Crianças” descobri esta palestra incrível onde ele mostra a importância de combatermos os terríveis hábitos alimentares que a mídia e o mundo atual nos impõe.

“Compartilhando histórias comoventes de seu projeto anti-obesidade em Huntington, na Virgínia Ocidental, o ganhador do Prêmio TED Jamie Oliver argumenta sobre a necessidade de um ataque maciço contra nossa ignorância em relação a comida.” Fonte: TED

TED Talks e Crianças

O TED – Technology, Entertainment and Design – é uma organização sem fins lucrativos cujo objetivo é promover “ideias  que merecem ser espalhadas (Ideas Worth Spreading)” ao redor do mundo.

Fiz um painel no Pinterest com uma seleção de palestras do TED relacionadas à crianças.

Eu poderia falar de Nicholas Negroponte e seu projeto OLP (One Laptop per Child), Sugata Mitra e autodidatistmo das crianças, mas tenho um carinho especial pela palestra de Adora Svitak que fala sobre “O que os adultos podem aprender com as crianças”.

“Os estudantes deveriam ensinar seus professores. O aprendizado entre adultos e crianças deveria ser recíproco”

Além da excelente lição de vida, ela usou o Prezi para palestra ;-).

Declaração Universal dos Direitos da Criança

Acho fundamental todos conhecermos os 10 princípios dos direitos da criança.  Todos são fundamentais, porém tenho uma atração especial ao VII – Educação Gratuita e Lazer Infantil.

  • Princípio I – À igualdade, sem distinção de raça, religião ou nacionalidade.
  • Princípio II – Direito a especial proteção para o seu desenvolvimento físico, mental e social.
  • Princípio III – Direito a um nome e a uma nacionalidade.
  • Princípio IV – Direito à alimentação, moradia e assistência médica adequadas para a criança e a mãe.
  • Princípio V – Direito à educação e a cuidados especiais para a criança física ou mentalmente deficiente.
  • Princípio VI – Direito ao amor e à compreensão por parte dos pais e da sociedade.
  • Princípio VII – Direito à educação gratuita e ao lazer infantil.
  • Princípio VIII – Direito a ser socorrido em primeiro lugar, em caso de catástrofes.
  • Princípio IX – Direito a ser protegido contra o abandono e a exploração no trabalho.
  • Princípio X – Direito a crescer dentro de um espírito de solidariedade, compreensão, amizade e justiça entre os povos.

Eduko – Arte e Educação infantil

Conheci o Paulo Barros que é ator, clown e um monte de outros personagens em uma oficina de circo no SESC Vila Mariana. Ele é sócio da companhia de teatro http://bellacia.art.br. Há algum tempo estamos planejando uma forma de revolucionar o mercado infantil unindo festas infantis, arte e educação. A ideia será criar um portal onde as pessoas poderão buscar atores, recreadores, mágicos, teatro de fantoches e diversas outras atividades para organizar uma festa ou evento com atividades que unam lazer e educação.

Eduko significa educação em esperanto

O esperanto é um idioma que nasceu com o objetivo de se tornar uma língua universal e neutra. Ele é uma língua planejada que foi planejada para ser de fácil aprendizado. A escolha da palavra EDUKO tem como objetivo permitir que o projeto também seja universal. Este será o nome do projeto que está em fase completamente inicial. Quem quiser participar, me avise!

Vejam o excelente trabalho do Hugo Oskar com a peça Vida de Jacaré que ele apresenta em eventos e festas infantis.

Todo sábado, eles apresentam às 16h no Teatro Piccolo que é um teatro simples na zona norte de São Paulo.

Tel.: (11) 2387 5419 – 9286 6298
Endereço: Av. Guapira, 753 (Próximo ao metrô Tucuruvi) – São Paulo/SP

Acompanhem o site – http://eduko.com.br

Finalizando

Para finalizar, gostaria de pedir que compartilhem este post. Porém, que também DECIDAM uma ação que podem realizar e REALIZEM. Uma ação simples é comentar com uma frase sobre crianças.

Seguem algumas que gosto:

“Educai as crianças, para que não seja necessário punir os adultos.” Pitágoras
“Só é possível ensinar uma criança a amar, amando-a.” Johann Goethe
“A melhor maneira de tornar as crianças boas, é torná-las felizes.” Oscar Wilde

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *