Go to Top

Cristiano Amon – presidente global da Qualcomm – recebe

Dia 25/Novembro/2019 foi um dia especial, pois tive a honra de participar da cerimônia de outorga de Doutor Honoris Causa do Cristiano Amon que é um ex-colega de faculdade de engenharia elétrica que é presidente global da Qualcomm.

Este é o maior cargo alcançado por um ex-aluno da Unicamp e este título – Honoris Causa – é concedido apenas para pessoas que tem uma notável contribuição para sociedade. Na história da Unicamp, ele foi concedido para apenas 28 pessoas como o economista Celso Furtado, o humanista Dom Paulo Evaristo Arns, o arquiteto Oscar Niemeyer. Cristiano é o mais jovem a receber o título de Doutor Honoris Causa.

Diferente dele, a engenharia elétrica não foi a minha carreira de talento. Descobri meu talento no ORIGAMI e EDUCAÇÃO e sei que o que aprendi na Unicamp pode ser aplicado em qualquer área. Como diz o próprio Cristiano:

“Tenho certeza de que, assim como a oportunidade que me foi dada, a instituição continua sendo um pilar fundamental para a formação de jovens talentosos e capacitados, que contribuirão de forma significativa para a sociedade, seja qual for o segmento em que atuam”

Foi ótimo rever amigos de faculdade e presenteei o Cristiano e a esposa com origamis.

Assistam o agradecimento do Cristiano e meus comentários sobre a o dia.

Veja uma matéria mais completa:
https://canaltech.com.br/gestao/presidente-global-da-qualcomm-cristiano-amon-e-doutor-honoris-causa-na-unicamp-156231/

A concessão do título foi aprovada pelo Conselho Universitário (Consu) da Unicamp em setembro de 2019, após trâmite e aprovação por unanimidade em todas as instâncias da Universidade. A Unicamp organizou uma cerimônia solene para formalizar a premiação, na qual participaram os membros Conselho Universitário, professores e diretores de departamento de diversas áreas da universidade.

De acordo com o Reitor da Unicamp, Marcelo Knobel, o executivo representa o que as universidades públicas fazem de melhor: formar excelentes profissionais que colaboram, por meio de seu trabalho, para o avanço de diversas áreas da sociedade. “Cristiano Amon lidera de forma exemplar uma das maiores empresas do mundo na área de tecnologia”, afirmou. “Temos muito orgulho de ter contribuído de maneira relevante para a sua formação, e a convicção de que este reconhecimento é mais do que merecido”, completou.

“É uma honra receber esse título de uma das universidades de maior prestígio no país, de reconhecida reputação mundial e pela qual tenho profunda gratidão, admiração e respeito”, disse Amon.

Cristiano Amon se formou no curso de Engenharia Elétrica da Universidade na turma de 1992. Iniciou no mercado de telecomunicações em Janeiro de 1993 na empresa NEC. Está na Qualcomm desde 1995, onde se tornou o primeiro presidente não norte-americano da companhia no início de 2018. “A formação que recebi foi relevante não só para o mercado brasileiro mas para o mercado global. Me sinto honrado de ser um representante dos alunos desta instituição, tendo construído uma carreira como engenheiro”, finaliza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *