Go to Top

Tribos

Há muitos anos, li o livro “Tribos – Nós precisamos que você nos lidere” onde ele explica que as pessoas precisam participar de grupos com os quais se identifique. Seth Godin é um dos grandes gurus do marketing e também é autor do Livro “Vaca Roxa”.

O princípio essencial do livro é que existem inúmeras oportunidades de negócios no mundo e que o LÍDER DE UMA TRIBO é uma pessoa que é APAIXONADA por um determinado tema e que tem a CORAGEM de assumir a liderança.

Revendo este conteúdo em Julho/2020, em plena pandemia do COVID-19 e 11 anos após, encontrei esta foto na minha conta do Flickr.

Comprei na Amazon e como podem notas tem vários vídeos de Marketing Digital (SEO, Web 2.0, Blogs, Twitter, Google).

O tempo nos traz sabedoria e hoje percebo que o que AMO é buscar liderar TRIBOS. A minha TRIBO preferida é do ORIGAMI que consegui liderar e criar o projeto Origami.club.

Um conceito fundamental das TRIBOS é que o perfil das pessoas que participam de TRIBOS são inovadoras ou early-adopters, ou seja, são aquelas pessoas que GOSTAM de ser REFERÊNCIA em algum assunto. Resgatei uma imagem antigo que gosto bastante que mostra as tecnologias digitais. Note que é antigo porque o ORKUT ainda está na curva de crescimento.

No ambiente de negócios e com a “moda” das startups, TRIBOS são oportunidades de criar produtos/serviços que conectar pessoas e resolver as DORES e resolver PROBLEMAS de um NICHO DE MERCADO.

Outro conceito fundamental que também é título de outro livro fundamental é a “CAUDA LONGA” (Chris Anderson).

O Google e as redes sociais (Facebook, Instagram, Whatsapp, etc.) tornaram fácil, rápido e simples encontrar temas de nosso interesse e conectar GRUPOS de pessoas. Porém, o maior DESAFIO é transformar GRUPOS em TRIBOS.

A Cauda Longa explica que a tendência é o mercado de NICHOS, pois quando uma empresa tenta ser genérica e oferecer uma gama de produtos/serviços muito ampla (marketing de massa) é preciso investir muito mais dinheiro ($$$) para conseguir ser escolhido pelos clientes.

O conceito do livro TRIBOS é complementar à Cauda Longa porque quanto mais NICHADO for o seu mercado, menor será a necessidade de investir em marketing porque as pessoas irão divulgar seu negócio de forma natural.

Conteúdo notável e vídeos

Desde que comecei a dar aulas de Marketing no Google em 2007, eu falo que Marketing de Conteúdo é fundamental. Os vídeos no YouTube são fundamentais e uma das TRIBOS que comecei a liderar são pessoas que acreditam que as organizações precisam mudar para um novo patamar de consciência. Para isso, é preciso inspirar as pessoas para que acreditem que as mudanças são possíveis e que a metáfora da empresa como máquinas (paradigma LARANJA) pode ser mudada para empresas como ORGANISMOS (paradigma TEAL – Verde-Azulada).

Comecei a gravar vídeos sobre o TEMA e fui convidado a fazer parte de uma TRIBO que está abrindo uma empresa que vai atuar com transformação das organizações.

Como liderar uma tribo?

E como liderar uma tribo e criar um negócio? O segredo é que antes de pensar em abrir um negócio lucrativo, é preciso descobrir o seu IKIGAI que é a razão de viver segundo os japoneses. IKIGAI é um dos temas que mais me apaixona e que acabai me tornando um dos líderes deste movimento no Brasil. Ikigai é quando você consegue integrar a paixão, missão, vocação e profissão.

Eu chego à conclusão que para liderar uma TRIBO é preciso seguir os seguintes passos:

  • DOR PESSOAL – O primeiro liderado da sua tribo é VOCÊ MESMO!
    – Quando comecei a fazer origami, eu estava desiludido por não ter tido sucesso no marketing digital e pensei “Já que é para não ganhar dinheiro, prefiro ‘não ganhar dinheiro’ fazendo algo que AMO (ORIGAMI)”.
  • PROPÓSITO e PAIXÃO – Precisa ser algo que você faz porque AMA.
    – Por mais de 1 ano, fiz inúmeras oficinas de origami gratuita em diversos eventos.
  • CONTEÚDO, CONTEÚDO e VÍDEOS – A melhor ideia é aquela que é melhor espalhada e o YouTube, sem dúvida, é fundamental para quem deseja liderar uma TRIBO. Além disso, um blog é muito mais importante do que um site.
  • MONTE TIMES DE AUTOGESTÃO – O EGO é um dos maiores desafios do ser humano, pois na maioria das vezes ele nos domina e nos faz querer ser o centro das atenções. Com isso, confundimos o papel de LÍDER de uma tribo com o “líder tipo chefe ou centro das atenções”.
    – Jos de Blok é fundador da Buurtzord que é uma rede de enfermeiros(as) da Holanda que é formada por centenas de times de enfermeiros que atuam sem hierarquia. Eles são um dos casos de empresas TEAL do livro Reinventando as Organizações, pois de um grupo de menos de 10 enfermeiros em 2007, passaram para mais 10 mil em 2015.

“Quem caminha sozinho pode até chegar mais rápidomas aquele que vai acompanhado, com certeza vai mais longe.” Clarice Lispector

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *