Go to Top

Planolândia – Mudando o mindset do mercado digital

Um dos maiores desafios do ser humano é mudar o mindset ou modelos mentais. O filme Matrix é uma representação do mundo, pois tudo que vivemos faz parte da cultura e dos hábitos.

Atuo com internet desde 1998 e até hoje percebo que o Marketing Digital ainda é um desafio para maioria das empresas. Acredito que o problema está na forma como enxergamos a realidade, pois alguns paradigmas parecem escritos à pedra como cliente/fornecedor, orçamentos, reuniões e escopo fechado.

Antes de explicar sobre os paradigmas na área de serviços de Marketing Digital, gostaria de sugerir assistirem os vídeos sobre a Planolândia. A Lala Deheizelin – futurista e idealizadora da Fluxonomia 4D – explica como a Planolândia afeta o mundo atual e no outro vídeo do Dr. Quantum explica a Planolândia.

Sobre os paradigmas dos serviços de Marketing Digital:

  • Cliente/fornecedor – Somos apenas PESSOAS com os mesmos objetivos de equilibrar TEMPO, $$$ e TRABALHO. O serviço é apenas um PROJETO que deverá ser negociado entre o time a ser montado para executá-lo. O paradigma criado é como do chefe/empregado ou sendo até mais polêmico… senhor de engenhos/escravos.
    Precisamos quebrar este paradigma e focar nos relacionamentos entre PESSOAS e não EMPRESAS.
  • Orçamentos – Quando um cliente pede um orçamento há algumas mensagens ocultas:
    – Não tenho ideia do que quero, mas quero aprender com as agências.
    – Não tenho verba para o projeto. Farei reuniões e escolherei o “mais barato”
    – Não CONFIO nas agências e preciso ver quem me passa mais CONFIANÇA
    Na prática, o pedido de orçamentos gera uma ansiedade nos freelancers ou agências e um gasto de TEMPO e $$$ (estacionamentos, almoços, tempo de funcionários, etc.).
    Solução: Para de fazer orçamentos e definir uma VERBA para o projeto. CONFIAR em um GRUPO para proporem uma solução dentro da verba. A economia de energia será direcionada para solução e não para busca da confiança.
  • Reuniões – As reuniões presenciais, existem os custos de deslocamente, almoços e estacionamentos. A maioria dos “clientes” acha que tem o direito de pedir reuniões presenciais e os “fornecedores” acham que perdem pontos se não cederem a esta exigência. Reuniões de prospecção ou entendimento inicial do projeto deveriam ser ONLINE, pois ainda tem a vantagem de poder ser gravada.
    Solução: Fazer ACORDOS para reuniões e alinhar expectativas. Propor reuniões ONLINE e RECUSAR “clientes” que não aceitem os acordos de bom relacionamento. Combinar um VALOR para reuniões presenciais, pois na prática são CONSULTORIAS.
  • Escopo fechado – O escopo fechado é um dos maiores problemas de projetos, pois os orçamentos são meros CHUTES ou estimativas do esforço necessário para entregar um projeto. Porém, não é possível saber a REAL quantidade de trabalho necessário. Em geral, o que acontece é um AUMENTO DE ESCOPO por exigência do cliente e a agência/freelancer acaba por dedicar mais TEMPO para clientes “chatos” e os BONS CLIENTES tem menos dedicação.
    Solução: Combinar no início do projeto como negociar variações de escopo durante o projeto. Recusar ou até mesmo encerrar o projeto, caso o cliente queira usar o modelo “paguei e quero do meu jeito”.

Novos modelo de Marketing Digital

Quando comecei a criar sites em 1998 e lancei minha primeira produtora de sites, achei que ficaria RICO fazendo sites. Depois de muitos fracassos tentando criar agências digitais, cheguei à conclusão que o ideal seria atuar no modelo financeiro de MULTIMOEDAS (Ver Fluxonomia 4D).

Como funciona o modelo MULTIMOEDAS? 
O conceito é simples: Ao invés de focar apenas no pagamento em $$$, buscar serviços/produtos que o cliente possa oferecer. Com isso, o profissional vai atender empresas que ele tem mais sinergia. Veja meu vídeo.

Espero que tenham gostado e agradeço se compartilharem e comentarem! Será ótimo discutir este tema.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *