Go to Top

2014 – Ano de Mudanças? Seja feliz!

Há um belo poema de Carlos Drummond de Andrade chamado “Receita de Ano Novo” que sem dúvida traz uma das melhores mensagens para um Feliz Ano Novo. Encontrei um vídeo no Youtube que traz este poema com uma bela narração e imagens.

O trecho final nos faz refletir sobre a importância de pararmos de PENSAR e AGIR.

“Para ganhar um Ano Novo
que mereça este nome,
você, meu caro, tem de merecê-lo,
tem de fazê-lo novo.
Eu sei que não é fácil,
mas tente, experimente, consciente.”

Todo início de ano é uma época para renovar as esperanças na busca dos nossos sonhos, mas quais são seus sonhos?

Apesar de ser descendente de japoneses e não aparentar a idade, o fato é que este ano irei completar 45 anos. Sei que muitos sonhos que tive não se realizaram, porém também sei que tive muitas conquistas e, principalmente muito aprendizado.

O fato é que todos temos sonhos diferentes, porém o objetivo de toda pessoa é SER FELIZ.

Então, acredito que posso afirmar que todos nós buscamos a FELICIDADE. Mas “O que é FELICIDADE”?

No final de 2013, viajei para Salvador e ficamos na praia de Jauá na casa de amigos. No dia 31/dezembro, acordei 4h da manhã e fui acompanhar o trabalho de coleta de ovos de tartaruga e levei meu filho. Ele ficou emocionado e adorou, além disso caminhamos mais de 2h na praia vendo águas-viva e vimos o Sol nascer. Sei que para nós foi um momento inesquecível.

Uma das minhas definições sobre felicidade é:

“Felicidade são estes pequenos momentos que tornam a vida inesquecível!”

Nesta palestra do monge tibetano Matthieu Ricard, que é considerado o homem mais feliz do mundo, ele fala sobre os “Hábitos da Felicidade” e mostra como podemos nos manter em um estado de felicidade permanente.

Sem dúvida, é um dos melhores conteúdos que já vi na internet. Assista o vídeo da palestra no TED e o prezi “Hábitos da Felicidade” que criamos para resumir a essência da mensagem.

Veja um trecho da palestra.

“Outra forma é tentar encontrar um antídoto geral para todas as emoções, e isso consegue-se observando a sua natureza. Normalmente, quando nos sentimos incomodados, com raiva ou aborrecidos com alguém, ou obcecados com algo, a mente foca repetidamente nesse objeto. Cada vez que volta a focar no objeto, se fortalece essa obsessão ou esse aborrecimento. É, assim, um processo que se auto perpetua. Assim, o que precisamos fazer é olhar para o interior em vez de olharmos para o exterior. Observar a própria raiva; isto parece assustador, como uma nuvem de monção ou trovoada. Chegamos a acreditar que podemos sentar nesta nuvem, mas se chegarmos perto vemos que é apenas uma bruma. Da mesma forma, se observamos o pensamento raivoso, ele se dissipa como a geada ao sol da manhã. Se fizermos isto repetidamente, a propensão, a tendência de que o sentimento de raiva volte vai ser menor e menor a cada vez que deixamos ela se esvanecer.E, no final, mesmo que possa surgir de novo, apenas passará pela nossa mente, como um pássaro a cruzar o céu sem deixar qualquer vestígio. Este é o principal aspecto do treinamento da mente.” Ver post completo “O que é Felicidade“.

O ano de 2013 foi meu ano Fênix e renasci nas cinzas, pois abandonei complemente a forma como vinha fazendo negócios. Sou empreendedor há mais de 15 anos e já cometi muitos erros, porém acredito que o maior erro que podemos cometer é “magoar as pessoas”. Porém, se analisarmos com calma, perceberemos que na realidade toda emoção – positiva ou negativa – é gerada por nós mesmos e não pelos outros.

A contrapartida da MÁGOA é o PERDÃO. É importante não confundir perdão com desculpas. Em situações de desentendimentos e brigas, seja o âmbito pessoal ou profissional, em geral ambos os lados saem magoados. Também é comum o sentimento de vingança. Quando pedimos desculpas para alguém, estamos oferecendo a oportunidade desta pessoa nos perdoar. Porém, para perdoar alguém basta uma decisão interna.

Escute meu podcast “Mágoa e Perdão – Reflexões para mudarmos“.

Não é fácil ser feliz quando estamos com raiva ou mágoa. Então, gostaria de propor duas ações para que 2014 seja um ano de mudanças reais:

  • Primeira ação: Peças desculpas para as pessoas que você teve algum problema pessoal
  • Segunda ação: Perdoe as pessoas que te “magoaram”. Vale lembrar que perdoar alguém é um benefício para você mesmo e não depende da outra pessoa, é uma decisão interna e que pode ser muito simples.

“Seja a mudança que você quer ver no mundo.” Dalai Lama

Compartilho algumas imagens da viagem para mostrar que as coisas boas da vida são realmente muito mais simples. Desejo que 2014 seja repleto de momentos SIMPLES e FELIZES!

Fiz este vídeo em 2009, mas adoro a música “Marcas do que se foi”!

Que em 2014, você retome contato com sua criança interior 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *