Go to Top

Porque detesto palestras motivacionais

Luiz Felipe Pondé é um filósofo e escritor brasileiro que tem vídeos polêmicos, mas que provocam profundas reflexões.

Este sobre palestras motivacionais é muito interessante, pois ele faz uma metáfora comparando as palestras motivacionais com “drogas baratas”. E que as palestras motivacionais servem para trazer uma “falsa felicidade” e fazer os colaboradores acreditarem que são colaborativos e que é possível conseguir felicidade no trabalho.

Eu concordo – EM PARTE – com o Pondé, pois muitas palestras são como ele falou. Porém, fazendo uma analogia com a educação seria o mesmo que dizer que todos professores e escolas são ruins. Não são empresas que contratam palestrantes, são PESSOAS. O desafio é escolher palestrantes que MOTIVEM usando estratégias baseadas em conceitos que provoquem REAIS REFLEXÕES para mudança das pessoas. Veja o vídeo dele.

Eu acredito que se olharmos para o NEGATIVO, o Pondé estará certo. Porém, se adotarmos uma postura POSITIVA, ele estará ERRADO! Farei uma analogia com a FLOR DE LÓTUS que cresce na lama e consegue florescer com uma beleza incrível.

As pessoas também são assim, nascemos POSITIVAS e o modelo corporativo leva grande parte das pessoas a se tornarem negativas.

Estão acontecendo grandes mudanças com o surgimento de diversas metodologias para fortalecer os TALENTOS e transformar as empresas a partir das PESSOAS.

Metodologias como Investigação Apreciativa, Psicologia Positiva, Lego Serious Play, CNV (Comunicação Não-Violenta), Leader Training, PNL, Jornada Ikigai, Dinâmicas Humanas, Fluxonomia 4D e várias outras ajudam a criar a transformação que as pessoas precisam.

A foto abaixo é da dinâmica de origami e IKIGAI na aula de Investigação Apreciativa da Heide Castro.

Profissão e IKIGAI

A empresa fornece apenas a PROFISSÃO para imensa maioria das pessoas. O IKIGAI é quando integramos nossa PAIXÃO, MISSÃO, PROFISSÃO e VOCAÇÃO. Recomendo a leitura do livro IKIGAI que – segundo os japoneses – significa RAZÃO DE VIVER.

Ao estudar o IKIGAI, você irá notar que a BUSCA DO IKIGAI é pessoal e a empresa já te oferece a profissão que é um dos pilares.

Cabe a cada um buscar o seu IKIGAI. Veja algumas dicas para iniciar sua Jornada Ikigai.

Como se tornar um Great Place to Work?

Sou fã do Great Place to Work.

“O GPTW é uma autoridade global no mundo do trabalho, e especialistas em transformar a sua organização em um Great Place to Work, ajudando você a aproveitar o melhor das pessoas e atingir resultados excepcionais e, acima de tudo, sustentáveis.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *