Buurtzorg – Rede de Enfermeiros sem Hierarquia

O primeiro estudo de caso do livro “Reinventando as Organizações” é um exemplo de AUTOGESTÃO incrível que mostra como é possível criar uma organização sem hierarquia que é MAIS EFICIENTE do que uma organização LARANJA como hierarquia (CEO, Diretores, Superintendentes, Gerentes, etc.)

Em seu TEDxTalk, um enfermeiro apresenta como ele ajuda a simplificar as estruturas organizacionais na área da saúde. Ele explica como conseguiu incentivar a confiança, enquanto a integração da simplificação oferece muito mais à sociedade do que às organizações burocráticas e piramidais, tornando o trabalho diário mais significativo e sustentável. Jos de Blok recebeu a RSA Albert Medal 2014 por seu trabalho como fundador de Buurtzorg, um novo modelo transformacional de assistência médica comunitária centrada no paciente, focada em facilitar e manter a independência e autonomia.

Laços de Saúde – Um case brasileiro do modelo da Buurtzorg

O “modelo cebola” criado pela Buurtzorg também é utilizado pela Laços Saúde. São camadas de cuidado que prezam pela independência, com base em valores humanos universais:

Clientes autogerenciados

As pessoas querem ter controle sobre suas vidas o maior tempo possível. Todos se esforçam para manter ou melhorar sua própria qualidade de vida.
A interação social é fundamental para todos os aspectos da saúde. O afeto e a proximidade são bases importantes para nosso cuidado. O profissional tem atenção plena ao cliente e seu contexto, levando em consideração o ambiente em que vive, as pessoas ao seu redor, parceiros ou parentes em casa e sua rede de socialização: amigos, familiares, vizinhos e clubes, bem como profissionais já conhecidos e que tragam segurança e conforto.

Dessa forma, nossos profissionais buscam construir relações envolvendo o cliente e suas redes formais e informais de socialização. Autogerenciamento, continuidade, construção de relações de confiança e construção de redes na vizinhança são princípios importantes e lógicos para nossa equipe.

Equipes autogerenciadas

Nossos profissionais têm liberdade profissional com responsabilidade. Cada equipe trabalha em um bairro, cuidando das pessoas que precisam de apoio e gerenciando seus trabalhos. Com novos clientes, novas equipes serão criadas, gerenciadas por nossos profissionais seniores, além de criarem uma rede ainda mais segura com clínicos gerais, terapeutas e outros profissionais. A equipe decide como eles organizam o trabalho, compartilham responsabilidades e tomam decisões, sempre com apoio da Laços Saúde.

Deixe um comentário