Qual o papel no RH em um mundo em transição?

Você é PROFISIONAL DE RH e sente-se SEGURO com um mundo DIGITAL e ONLINE que surgiu devido à pandemia do COVID-19? As transformações DIGITAIS e CULTURAIS que levariam 10 anos aconteceram em menos de 1 ano. O home office, as videoconferências e o horário flexível se tornaram parte da vida normal das empresas.

Como fica o papel dos Recursos Humanos neste mundo?

Segundo o Wikipedia, o papel do RH é:

“Sua missão é fazer com que a organização e o colaborador alcancem os seus OBJETIVOS e mantenham uma relação trabalhista vantajosa em prol da organização e o melhor desempenho para a instituição. “

https://pt.wikipedia.org/wiki/Gest%C3%A3o_de_Recursos_Humanos

Em 2020, o mundo VUCA (volátil, incerto, complexo e ambíguo). Além disso, Zygmunt Bauman – filósofo, sociólogo, professor e escritor polonês – criou a teoria da Modernidade Líquida que descreve o mundo pós-moderno cujas relações sociais, econômicas e de produção são frágeis, fugazes e maleáveis, como os líquidos.

Nesses fenômenos, Bauman encontrou um ponto comum: a liquidez. Baseado em sua perspicácia e genialidade, ele analisou com afinco o que conceituou como modernidade líquida, amor líquido e medo líquido.

“Houve muitas crises na história da humanidade, muitos períodos de interregno, nos quais as pessoas não sabiam o que fazer, mas elas sempre acharam um caminho. A minha única preocupação é o tempo que levarão para achar o caminho agora. Quantas pessoas se tornarão vítimas até que a solução seja encontrada?” – Zygmunt Bauman

Fonte: https://www.fronteiras.com/entrevistas/a-fluidez-do-mundo-liquido-de-zygmunt-bauman

Minha carreira foi praticamente toda fora das grandes empresas. Porém, tive a oportunidade de trabalhar na Telefônica em 2004 e no Terra em 2009.

A vida tem me levado a cada para o caminho do Desenvolvimento Humano e Corporativo. Já ministrei muitos cursos e palestras de Marketing Digital, Apresentações e Neuromarketing.

Em 2020, comecei o ano com minha carreira focada em ORIGAMI no SESC e outras empresas, e em palestras. Assim como milhões de pessoas, vi minhas duas fontes de receitas zerarem da noite para o dia.

Se cair sete vezes, levante oito (Nanakorobi Yaoki)

Mais uma vez tive que dar outra guinada profissional e voltei novamente para o universo digital. Porém, entrei definitivamente na área de DESENVOLVIMENTO HUMANO E CORPORATIVO com temas como IKIGAI e Reinventando as Organizações. No vídeo abaixo, faça algumas provocações, mas gostaria de acrescentar algumas reflexões:

  • Existe lógica em contratar ainda sob o paradigmas das 8h diárias? O que te impede de contratar pessoas talentosas em áreas específicas com horários flexíveis? (1 dia por semana, 2h por dia, etc.)
  • Quais departamento estão se tornando obsoletos para ORGANIZAÇÃO? E SE… sua área se torna-se dispensável? O que você faria?
  • As pessoas na sua organização conseguem trabalhar sem hierarquia, serem elas mesmas e têm um PROPÓSITO que te motivam?

No início da pandemia, vim para Salvador dar apoio para meus pais que já tem mais de 80 anos e gravei uma série de vídeos resumindo o livro “Reinventando as Organizações” de Frederic Laloux que se tornou um mantra sobre novas organizações de futuro.

https://bit.ly/reinventandoasorganizacoes

No final do ano, minha família enfrentou o maior desafio de saúde de todos: O COVID-19. Meu pai foi diagnosticado com COVID dia 31/Dez e vim para Salvador dia 1/Janeiro. Foi um Reveillón para começar 2021 superando desafios que, graças a Deus e a união da família, já está sendo superado.

Estou escrevendo este artigo no quarto da Clínica Florence que é um centro de reabilitação em Salvador. Com 52 anos, fico imaginando que mundo novo estamos vivendo que permite estarmos conectados ao MUNDO e trabalhar de qualquer lugar apenas com uma conexão banda larga.

Meu pai se aposentou na Petrobrás depois de 51 anos de carreira. Ele é filho de imigrantes japoneses que deram duro na lavoura. Na sua época, o mundo era mais sólido e preto/branco. As pessoas formavam na faculdade e tinham praticamente uma carreira garantida.

As empresas também deixarem de ser sólidas e, algumas viraram fumaça como a Editora Abril que abriu falência de forma vergonhosa.

Porém, eu sou um eterno otimista e acredito em um FUTURO COLORIDO. Acredito que as empresas podem ajudar as pessoas a encontrarem suas CORES VERDADEIRAS e criarem ambientes para ajudar a despertar o melhor de cada um de nós.

Leia o post – http://jornadaikigai.com/musica/cores-verdadeiras-e-ikigai-true-colors/

Meu SONHO é que o IKIGAI seja adotado em todas as empresas, assim como perfil DISC é usado para análise de perfil comportamental.

Referências:

Deixe uma resposta