Working out Loud – Trabalho em Voz Alta

Eu acredito que vivemos em um mundo de abundância e colaboração, ao contrário da maioria das pessoas que ainda vive o paradigma da escassez.

Acredito que cada dia mais veremos surgir metodologias, formas de viver e trabalhar mais alinhadas com nosso propósito de SER HUMANO.

Esta semana, antes do 22o. episódio das Conversas Ikigai que são LIVEs para ajudar as pessoas a trilharem sua jornada de autoconhecimento através do IKIGAI, meu amigo e parceiro Rafael Takei me enviou links sobre o Working out Loud que seu pai – Álvaro Takei – havia indicado para ele.

Há alguns meses, venho experimentando formas de criar uma metodologia para criar grupos de autogestão na mentoria ikigai. Descobrir o WOL foi uma SINCRONICIDADE INCRÍVEL e me faz acreditar ainda mais que a Lei da Atração/Lei da Ressonância e os Campos Mórficos existem e funcionam. Tenho usado a metáfora do fluxo do rio que aprendi estudando a “ação da não-ação” do Taoísmo e cada dia mais venho me entregando ao FLUXO para dar espaço para que a INTUIÇÃO possa agir.

Estou simplesmente ENCANTADO e assimilando com uma ESPONJA as práticas do Working out Loud. Para melhorar ainda mais, seu fundador John Stepper explica que uma das metas do WOL é focar nas empresas porque são os ambientes que permitem ter uma escala de transformação muito maior do que focar apenas nos indivíduos.

Vejam os vídeos que selecionei e, no final do artigo, assistam os vídeos do John Stepper, links de referência e outros insights.

Vídeos do fundador John Stepper

Liderança Ikigai – Integrando 5 metodologias

A metodologia do WOL parece ter sido aquela “última peça” do quebra-cabeça que eu buscava para criar o método para a Liderança Ikigai. Bom, para não passar a empolgação… gravei como um podcast.

Guias de círculos WOL – PDF com roteiro de aplicação

Já me sinto parte da comunidade WOL. É como ter encontrado uma das TRIBOS que há muito tempo procuramos.

E você? O que achou do WOL – Working out Loud?

Comente aqui e diga… O QUE VOCÊ ESTÁ FAZENDO? Qual é seu projeto?

Deixe uma resposta