Casa colaborativa para coworking e networking

O trabalho home office é uma das grandes tendências. Aliado a isso, a geração Y também busca trabalhar de forma freelancer, pois não se adaptam ao modelo 9h às 18h que é uma herança da era industrial que insiste em persistir até hoje.

Escutem meu podcast sobre o projeto da Casa Colaborativa.


O modelo do trabalho de jornada de 40h, 5 dias por semana, onde o “empregado” comemora sexta-feiras e emendas de feriados é uma da “Matrix” que Augusto de Franco cita em seu fantástico livro “Hierarquia – A Matrix REALMENTE existente”.

http://escoladeredes.net/group/hierarquia-a-matrix-realmente-existente/page/hierarquia-a-matrix-realmente-existente

O surgimento de espaços de coworking são uma luz no fim do túnel, pois criaram espaços para as pessoas que querem sair do modelo tradicional possam ter um local de encontro para reuniões e trabalho em equipe.
Porém, ainda falta espaços para algumas pessoas com maior afinidade possam chamar de “seu” e que possam usar de forma livre para usarem como um escritório de trabalho:
– Deixar livros e material de trabalho
– Poder marcar reuniões a qualquer hora
– Atender clientes
– Ministrar cursos para pequenos grupos
– Ser um espaço para relacionamento com clientes, colaboradores e amigos
– Cada “sócio” terá direito a X dias de uso para cursos de acordo com sua cota

Receitas – O interessante disso tudo é que será possível monetizar a casa
– Será possível alugar para empresas que precisam de espaço para cursos
– Com 2 a 3 dias de locação seria possível cobrir o custo de locação
– Mesmo para integrantes do grupo, seria importante ter um valor de locação quando ultrapasse sua cota.
– Os “sócios” deste espaço podem até lucrar

A única forma para conseguir isso seria alugar em conjunto uma casa, pois um conjunto comercial não teria o mesmo “aconchego”.
Seria uma forma concorrente dos espaços de coworking? Sim e não, afinal a palavra “concorrência” faz parte da “Matrix” em que vivemos. Os índios desconhecem esta palavra na forma como usamos. Seria complementar, pois eu uso o MyJobSpace que é um dos melhores espaços de coworking de SP e não deixarei de usar.

A ideia da “Casa colaborativa para coworking e networking” pode ser replicada em qualquer lugar, afinal não fazemos vaquinhas para encontrar amigos em churrascos, passar o dia em um sítio, etc.?

http://festivaldeideias.org.br/ideias/4-crowdbusiness/ideia/1121-casa-colaborativa-para-coworking-e-networking

Por que não fazer uma vaquinha para ter nosso espaço de negócios?

Temos até uma logomarca para a primeira casa colaborativa.

O logo foi criado por meu amigo Renato Keiteris que é tem um studio de design – www.renatokeiteris.com.

Gostou? Preencha do formulário para participar!

Fill out my online form.

Deixe uma resposta