Jovens Talentosos – Incentivando Talentos

Surgido há 25 anos, o projeto Jovens Talentosos, que concede bolsas a estudantes de escolas públicas para estagiar nos laboratórios do Instituto de Bioquímica Médica (IBqM), da UFRJ, a maioria moradores de comunidades de baixa renda entre 14 e 18 anos, acaba de receber o prêmio Faz Diferençado Jornal O Globo na categoria Megazine, destinada a reconhecer iniciativas voltadas para incentivar a juventude.

A iniciativa foi idealizada pelo cientista e professor do IBqM, Leopoldo de Meis, que criou cursos de férias temáticos no Instituto voltados para incentivar o gosto pelas ciências entre os estudantes secundaristas de escolas públicas do Rio de Janeiro. A iniciativa tem tido constantes apoios da FAPERJ ao longo dos anos. Desde 1985, já passaram mais de 2.500 estudantes pelos cursos de férias do IBqM, dos quais mais de cem foram aproveitados pelo Jovens Talentosos, desde 1990. Desses, cerca de 80% ingressaram em universidades públicas.

Hoje, um dos coordenadores do curso, o biólogo Wagner Seixas da Silva, é um dos exemplos mais bem-sucedidos de ascensão social que pode ser proporcionada por meio da ciência. Em 1994, aos 17 anos, participou dos três temas do curso e  foi selecionado para estagiar no IBqM. “Na época, eu morava em Vigário Geral e, sem muitas perspectivas, aprendia a consertar rádio e TV”, recorda. “Durante o estágio no laboratório, minha dedicação fez a equipe acreditar em mim e pagar meus estudos num cursinho pré-vestibular e de inglês. Acabei ingressando na Faculdade de Biologia da UFRJ, em 1997. Em 2000, já com três trabalhos publicados em periódicos internacionais, fui direto para o doutorado e, em seguida, para o pós-doutorado na Universidade de Harvard, nos Estados Unidos”, lembra.

Fonte: FAPERJ

Fonte: Globo Vídeos – Ver mais vídeos sobre o tema

Deixe uma resposta